O VERMELHO E O NEGRO, Stendhal

julho 2, 2009

72213_27634_797-1

Senhores, um romance é um espelho que é levado por uma grande estrada. Umas vezes ele reflete aos vossos olhos o azul dos céus, e outras a lama da estrada. E ao homem que carrega o espelho nas costas vós acuseis de imoral! O espelho reflete a lama e vós acusais o espelho! Acusai antes a estrada em que está o lodaçal, e mais ainda o inspetor das estradas que deixa a água estagnar-se e formar-se no charco.

3 Respostas to “O VERMELHO E O NEGRO, Stendhal”

  1. Manuel Says:

    Ah, então foi daí que surgiu a anedota do homem que flagra a mulher transando com outro no sofá, e vende o sofá.

  2. Cristina Says:

    Adorei. Voto em você para tradutor oficial da Campanha de Popularização do Livro.

  3. Manuel Says:

    Adendo: há uma doença rara, conhecida como Síndrome de Stendhal. Sim, em homenagem ao escritor. Segundo o Wikipedia:

    “A síndrome de Stendhal é uma doença psicossomática bastante rara, caracterizada por aceleração do ritmo cardíaco, vertigens, falta de ar e mesmo alucinações, decorrente do excesso de exposição do indivíduo a obras arte, sobretudo em espaços fechados.

    O nome da síndrome se deve ao escritor francês Stendhal que, tendo sido acometido dessa perturbação em 1817, fez a primeira descrição detalhada dos seus sintomas, posteriormente publicada no livro Nápoles e Florença: uma viagem de Milão a Reggio.”


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: