LAVOURA ARCAICA, Raduan Nassar

abril 12, 2010

o tempo, o tempo, esse algoz às vezes suave, às vezes mais terrível, demônio absoluto conferindo qualidade a todas as coisas, é ele ainda hoje e sempre quem decide e por isso a quem me curvo cheio de medo e erguido em suspense me perguntando qual o momento, o momento preciso da transposição? que instante, que instante terrível é esse que marca o salto? que massa de vento, que fundo de espaço concorrem para levar ao limite? o limite em que as coisas já desprovidas de vibração deixam de ser simplesmente vida na corrente do dia-a-dia para ser vida nos subterrâneos da memória;

3 Respostas to “LAVOURA ARCAICA, Raduan Nassar”

  1. Manuel Says:

    Como disse a Cecilia Meireles:

    Eu não tinha este rosto de hoje,
    Assim calmo, assim triste, assim magro,
    Nem estes olhos tão vazios,
    Nem o lábio amargo.

    Eu não tinha estas mãos sem força,
    Tão paradas e frias e mortas;
    Eu não tinha este coração
    Que nem se mostra.

    Eu não dei por esta mudança,
    Tão simples, tão certa, tão fácil:
    – Em que espelho ficou perdida
    A minha face?

    • juan nassar Says:

      Sr. Raduan Nassar, comprar alguns livros eu encontrei o seu livro e vendo o seu nome que eu estou lendo-o imediatamente comprá-lo e encontrá-la bonita a seu modo como as palavras sutis e lírica tão rica e diversificada, acho que eu li em um dia. Mas eu também quero dizer o seu nome eu acho que é ligada à minha, porque nós temos um parente em comum. Meu avô, que em vida se chamava Simão Nassar foi Nami Líbano e antes de viver no meu país Domionicana República também viveu no Brasil e teve sesposa e crianças lá, por favor, se você ler este e-mail me at jamn00@gmail.com
      João Nassar

      Utilizar el Traductor de Google para:Búsquedas
      Vídeos
      Correo electrónico
      Móvil
      Chat
      Empresa
      Acerca del Traductor de GoogleDesactivar traducción instantáneaPrivacidadAyuda

  2. ogrifoemeu Says:

    Ah, Raduan Nassar, se você responder o Juan é porque você também lê o Grifo. Então aproveitamos pra deixar nosso recado: seus livros são portas abertas. Muito obrigado.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: