O TEATRO DAS IDEIAS, Bernard Shaw

maio 18, 2011

Já podemos, assim que tivermos força de espírito para tanto, livrar-nos do absurdo do nirvana, do pessimismo, do racionalismo, da teologia e de todos os outros subterfúgios aos quais nos agarramos por medo de olhar a vida de frente e nela ver não a realização de uma lei moral ou das deduções da razão, mas a satisfação de uma paixão que vem de dentro de nós e da qual não podemos nunca prestar contas. É natural que o homem se encolha diante da terrível responsabilidade que esse fato inexorável atira sobre ele. Todas as desculpas de seu acervo dissolvem-se diante de tal fato – “A mulher me tentou”; “A serpente me tentou”; “Não estava em mim naquela hora”; “Não queria fazer mal”; “Minha paixão falou mais alto que a razão”; “Era meu dever fazê-lo”; “A Bíblia diz que devemos fazê-lo”; “Todo mundo faz”; e coisas assim. Nada resta senão a confissão franca: “Fiz porque sou assim”. Todos detestam dizer isso. Querem acreditar que seus atos generosos são sua característica verdadeira e que suas maldades são aberrações ou produtos da força das circunstâncias.

Uma resposta to “O TEATRO DAS IDEIAS, Bernard Shaw”

  1. ogrifoemeu Says:

    Ah, mais um pouquinho:
    “É tal o desejo dos homens de preservar entre si uma ideia de compostura, que eles exigem que desculpas como essas sejam dadas, por uma questão de decência pública. Um tio meu, que tinha por regra oferecer trabalho a quem viesse pedir-lhe esmola, logo tornou-se um conhecedor de todas as desculpas que o engenho humano é capaz de inventar para não trabalhar. Mas perdeu a calma só uma vez, quando um dos vagabundos respondeu francamente que era preguiçoso demais. Isso o meu tio descreveu com nojo como ‘cinismo'”.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: