Archive for the 'Manuel Bandeira' Category

ESTRELA DA VIDA INTEIRA, Manuel Bandeira

agosto 26, 2010

NAMORADOS

O rapaz chegou-se para junto da moça e disse:

– Antônia, ainda não me acostumei com o seu corpo, com a sua cara.

A moça olhou de lado e esperou.

– Você não sabe quando a gente é criança e de repente vê uma
lagarta listrada?

A moça se lembrava:

– A gente fica olhando…

A meninice brincou de novo nos olhos dela.

O rapaz prosseguiu com muita doçura:

– Antônia, você parece uma lagarta listrada.

A moça arregalou os olhos, fez exclamações.

O rapaz concluiu:

– Antônia, você é engraçada, você parece louca.

ESTRELA DA VIDA INTEIRA, Manuel Bandeira

outubro 20, 2009

Estrela 2

CONSOADA

Quando a Indesejada das gentes chegar
(Não sei se dura ou caroável),
Talvez eu tenha medo.
Talvez sorria, ou diga:
– Alô, iniludível!
O meu dia foi bom, pode a noite descer.
(A noite com seus sortilégios.)
Encontrará lavrado o campo, a casa limpa,
A mesa posta,
Com cada coisa em seu lugar.

%d blogueiros gostam disto: