Archive for the 'Platão' Category

O BANQUETE, Platão

maio 17, 2010

Depois de muito refletir, Zeus disse:

– Creio que descobri uma forma de a Humanidade existir, deixando de insubordinações: enfraquecê-la. Por ora – disse –, vou cortar cada um deles em dois; serão ao mesmo tempo mais fracos e mais proveitosos para nós, pois aumentarão em número. Haverão de andar eretos, sobre duas pernas; mas se mesmo assim continuarem arrogantes e não quiserem sossegar, tornarei a cortá-los em dois, de maneira que caminhem com uma perna só, aos pulos.

(…)

Ora, dividido o físico em dois, cada metade sentia saudades da outra e procuravam sempre se juntar; ao envolver-se com os braços e se enlaçando uns nos outros, no desejo de unificar-se, iam morrendo de inanição e daquela completa desidia por não disporem a nada fazer um sem o outro. Toda vez que uma das metades morria e sobrava a outra, a restante buscava uma nova e se lhe enlaçava, quer encontrasse a metade do todo (isto que chamamos hoje mulher) ou com a de um homem; e desta forma iam se acabando.

(…)

A intenção era esta; se ao assim juntarem-se, um macho encontrasse uma fêmea, ocorria a geração e a espécie se conservava; ao mesmo tempo, ainda que macho com macho se encontrassem, da reunião resultaria pelo menos a satisfação e, acalmados, se entregariam assim ao trabalho, cuidariam de outros interesses da vida. Data então de há tando tempo, na espécie humana, o amor recíproco, o restaurador do físico primitivo, que procura de dois corpos compor um só e curar a natureza dos homens.

%d blogueiros gostam disto: